diferencial da telemetria

Descubra como os portais reconhecem o papel da Telemetria na gestão de frotas

Postado em: Gestão de Frotas Inovação e Tecnologia Logística Telemetria

Atualmente a importância da telemetria tem sido reconhecida, e muito se tem falado sobre ela, então separamos aqui o que alguns portais vêm comentando sobre o assunto. Não deixe de ler, você se convencerá de que a solução pode proporcionar grandes benefícios para sua gestão de frotas, permitindo maior controle das operações, automatizando processos e possibilitando uma condução mais econômica e segura por parte de seus motoristas.

Porque portais recomendam telemetria

Listamos tópicos importantes sobre a telemetria que foram levantados pelos portais, conheça:

1. O site ADMINISTRADORES.COM.BR diz que:

Com o crescimento de novas tecnologias, em especial a embarcada, o advento da telemetria é uma ferramenta que auxilia as empresas na busca por índices de maior produtividade e eficiência de seus processos internos e externos. Dentre os segmentos que utilizam essa solução, estão as transportadoras que podem gerenciar problemas técnicos ou mecânicos nos veículos e o uso inadequado e inseguro dos mesmos, possibilitando ir diretamente ao ponto na correção da dirigibilidade do motorista ou na manutenção dos automóveis.

A implantação de sistemas de telemetria e a incorporação destas informações no dia-a-dia da empresa pode melhorar o processo logístico. Problemas que antes não eram mensuráveis poderão ser resolvidos com simples ações internas ou externas.

Lembrando que empresas que se propõem à utilização dessa ferramenta devem encarar que não se trata de apenas ‘instalar’ os computadores nos veículos, mas deverão escalar pessoal capaz de acompanhar o desenvolvimento dos condutores e prover ações de educação junto aos mesmos. Esse é um profissional que deverá se envolver e se beneficiar muito com a telemetria, pois poderá avaliar se o acompanhamento dos motoristas está seguindo os padrões estabelecidos e medidos na empresa.

2. A revista LOGWEB.COM.BR defende que:

A telemetria veicular é a solução de monitoramento que visa a gestão de dirigibilidade e é feita por meio da medição de performance do veículo, como: velocidade, acionamento de freios, embreagens, entre outros. Ela é, portanto, a tecnologia que permite uma medição e o envio de dados por telecomunicação, que aplicada ao veículo mede sua dirigibilidade.

Hoje, para uma boa gestão de frota é imprescindível a utilização de tecnologias de rastreamento e telemetria, pois as soluções permitem o acompanhamento do veículo e das ações do motorista em todo o seu trajeto, reduzindo custos e evitando o roubo do veículo e da carga, garantindo a entrega do produto de maneira adequada.

Juntos, os sistemas de rastreamento e telemetria, permitem que o gestor da frota tenha informações que possibilitem localização e bloqueios para se evitar roubos e saber se o veículo está sendo bem dirigido e operado. No segmento veicular, a telemetria educa o motorista para que ele dirija de acordo com as normas de trânsito e da empresa. O resultado são mais segurança e economia na condução do veículo e melhor performance nas operações logísticas.

3. O jornal FOLHAWEB.COM.BR fez uma matéria bem completa sobre a solução:

TELEMETRIA É FERRAMENTA EFICIENTE NO CONTROLE DE FROTAS

Originada nas provas de automobilismo, quando informações provenientes do carro de corrida são transmitidas ao engenheiro da equipe para melhorar a performance da máquina, a telemetria – técnica de processamento e transmissão de dados a distância – deixou os autódromos para ganhar as ruas. Segundo o especialista técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi), Alessandro Rubio, mais utilizada no gerenciamento de frotas, a telemetria consiste em acoplar nos veículos um equipamento eletrônico que permite a medição de vários parâmetros, como velocidade, rotação do motor, inclinação da carroceria em curva, nível de combustível, embreagem e freio, estado da ignição (ligada ou não), etc.

“Com a telemetria é possível saber o tipo de condução, como o motorista se comporta, quantas vezes pisou na embreagem”, completa Rubio, lembrando que com as informações em mãos, é possível analisar as condições de funcionamento dos veículos e, por meio comparativo, traçar um perfil das rotas trafegadas e do comportamento dos motoristas.

“Assim dá para saber quando é preciso melhorar a performance do motorista, treinando-o sobre direção e uso racional do veículo, e planejar as melhores condutas de direção em determinado percurso, levando em consideração o relevo, o traçado e as condições da pista. Também é possível identificar os trechos com maior risco de acidentes”, completa o especialista.

No caso das frotas, o especialista explica que existem mais de dez acessórios que podem ser acoplados aos veículos, capazes de monitorar desde a abertura e fechamento de portas e caçambas até a velocidade do tacógrafo e uso do pedal. “Esses sensores são ligados a um equipamento de monitoramento que transmite as informações às empresas, a partir do pagamento de uma mensalidade.” Conforme Rubio, grandes empresas já contam com uma gestão própria da telemetria. Em outros casos, o proprietário da frota recebe um login e uma senha e pode acessar os dados de seus veículos por meio de um site na internet.

O sistema permite otimizar o uso dos veículos, garantindo melhor performance, além de economia de combustível. Possibilita a análise do funcionamento dos veículos de frota e traçar um perfil das rotas trafegadas e do comportamento dos motoristas.

4. Ainda na FOLHAWEB.COM.BR:

O gerente do setor de transportes da Gazin Indústria e Comércio de Móveis, de Douradina, Celio Roberto Cantuarios explica que após a aquisição de um sistema de telemetria oferecido pela empresa Veltec, de Londrina, a eficiência da frota de 402 caminhões foi incrementada em 8%.
Segundo ele, o equipamento – que recolhe informações de rotações por minuto do motor, velocidade e tempo em que o veículo fica parado na estrada – fornece um ganho substancial de controle da frota e economia de combustível.

“É importante saber usar as ferramentas da telemetria para mudar a forma de acompanhar o desempenho dos caminhões”, reforça Cantuarios. Ele informa que a empresa costuma realizar avaliações periódicas dos motoristas e, com os dados da telemetria em mãos, a possibilidade de melhorias no setor aumenta.
“Avaliamos excesso de velocidade e tempo parado, por exemplo, e obtivemos uma diminuição nos gastos de 6% a 8%. Já quando realizamos um acompanhamento individualizado do motorista, os custos caem para até 9%”, diz o gerente.

Para ele, a importância da telemetria está em obter informações confiáveis, de maneira instantânea. “É um investimento que se paga logo, se a empresa souber usar as informações a seu favor”, reitera Cantuarios.
Conforme ele, o equipamento instalado nos caminhões gera informações a cada dois minutos. Esses dados são transferidos para um servidor, que permite o acompanhamento on-line diário da frota. “O sistema permite realizar a avaliação no período desejado pela empresa. Normalmente avaliamos o motorista ao final de cada viagem”, conclui. (M.G.)

Percebeu como a telemetria pode ser importante para sua gestão de frotas? Caso queira saber mais sobre o assunto, comente suas dúvidas e opiniões logo abaixo, ficaremos felizes em conhecer você e te auxiliar a melhorar suas operações cada vez mais. Também preparamos um webinar que conta tudo sobre a solução, então se houver interesse em implantá-la em sua empresa, não deixe de assistir!

Webinar - Tudo o que você queria saber sobre Telemetria

  • Vanessa Carvalho

    Bom dia.
    É possível saber se ouve uma colisão através da telemetria? E o que mostra?

    • Veltec

      Bom dia, Vanessa!
      Tudo bem?

      As tecnologias estão em grande evolução sempre, e os sistemas e equipamentos cada vez melhores. Hoje é possível gerar alertas de “quase colisão” para buscar evitá-las, levando em conta a distância perigosa de um veículo para outro. A telemetria aliada ao videomonitoramento e sensor de fadiga seria uma opção muito completa para a prevenção de acidentes. Porque os alertas de eventos de telemetria (curvas bruscas, excesso de velocidade, freadas brusca, entre outros) e do sensor de fadiga (sono, distração, uso de celular, cigarro e distância perigosa) seriam captados em vídeo e salvos por determinado tempo no sistema para a gestão dos motoristas com comportamentos de risco.

      Lembrando que essa gestão é fundamental ser feita, já que 90% dos acidentes de trânsito ocorrem por falha humana não é mesmo?

      Esperamos ter ajudado e ficamos à disposição!
      Um abraço.