desmistificar tecnologias

3 dicas para desmistificar tecnologias para os motoristas da sua frota

Postado em: Gestão de Motorista

Um desafio comum enfrentado por muitos gestores após a implantação de tecnologias como telemetria, videomonitoramento e sensores de fadiga está em explicá-las aos seus motoristas. Como, portanto, explicar essa tecnologia para os motoristas? Confira as dicas que separamos para auxiliá-lo a desmistificar tecnologias para os condutores da sua operação.

Por que o apoio do motorista é importante?

Qualquer mudança implementada em uma operação – e isso também se aplica a outras áreas de uma empresa – só tem seus resultados potencializados quando conta com a contribuição de todas as partes interessadas. 

É claro que a decisão entre implementar tecnologias na operação não cabe ao motorista, e sim à equipe de gestão. Entretanto, obter o apoio de todos quanto ao uso delas, pode auxiliá-lo a alcançar o máximo de eficiência na operação.

Afinal, essas tecnologias funcionam coletando dados em tempo real sobre o comportamento do seu motorista e, caso ele cometa alguma infração, a tratativa da ocorrência dependerá de ambas as partes: você, como gestor, e do seu motorista – que pode escolher facilitar esse trabalho ou torná-lo mais complexo, caso não apoie a implementação.

O que leva à necessidade de desmistificar tecnologias?

Ao introduzir novas tecnologias em uma operação, é natural que se enfrente resistências, principalmente por conta da insegurança presente em contextos de mudança. Este pode ser um campo onde as pessoas se sentem ameaçadas e, naturalmente, expressam reações adversas.

Quando o assunto são tecnologias que monitoram comportamentos – como é o caso da telemetria, do videomonitoramento embarcado e dos sensores de fadiga – além da aversão à mudança, existe uma falsa percepção de intrusão. Muitos motoristas, ao se depararem com a implementação dessas soluções, sentem-se violados e têm a tendência de acreditar que elas têm como principal objetivo vigiar sua atuação.

Como, portanto, desmistificar tecnologias como essas e fazer com que os motoristas se tornem apoiadores da sua implementação? Confira a seguir as dicas que separamos! ?

3 dicas para desmistificar tecnologias para os seus motoristas

Dica #01: Seja transparente quanto aos objetivos da sua operação

Se você não falar abertamente quanto aos seus objetivos com a inserção dessa solução, abrirá portas para que cada um crie sua própria interpretação. Isso pode levar os motoristas a erroneamente interpretar que o principal objetivo é vigiá-los e controlá-los por todo o tempo.

Por isso, faça uma apresentação oficial da solução que está sendo instalada no veículo, suas funcionalidades e os recursos valiosos que ela proporciona em termos de gestão, economia e segurança para a operação. Não se esqueça de apontar os objetivos e metas com o seu uso: gerar eficiência na gestão, economia e segurança para a operação e seus motoristas.

Muitas vezes essa fase é negligenciada pela crença de que os motoristas não têm interesse ou não entendem a tecnologia a partir do olhar da gestão, o que é questionável. Se ela afetará diretamente a maneira com que exercem suas atividades, os condutores precisam conhecer seu funcionamento e como isso impacta no dia-a-dia da operação.

Dica #02: Apresente os benefícios que podem ser gerados para os motoristas

Novas tecnologias oferecem benefícios para cada parte interessada de uma operação. Quando falamos de telemetria, por exemplo, há grandes benefícios à equipe de gestão no que tange ao ganho de eficiência e produtividade, além dos insumos importantes para a tomada de decisão. Tecnologias como o videomonitoramento embarcado e os sensores de fadiga, apresentam benefícios inestimáveis na prevenção de acidentes, o que é benéfico do ponto de vista econômico e social para todas as partes.

Quando falamos de benefícios para os motoristas, especificamente, nos referimos a:

  • Possibilidade de reconhecimento por desempenho;
  • Implementação de ações para aumento de qualidade de vida no trabalho;
  • Prevenção de acidentes de trânsito;
  • Entre outros benefícios que podem variar de acordo com o planejamento da operação.

Para desmistificar tecnologias e enterrar de uma vez por todas o pensamento de “vigia” que logo vem à mente dos motoristas ao mencionar o assunto, é necessário expô-los aos benefícios gerados a si mesmo e também aos outros.

Uma dica extra para esse momento é incluir alguns dados sobre o risco que correm esses profissionais na estrada todos os dias e apontar como a telemetria auxilia na prevenção de acidentes:

  • 90% dos acidentes de trânsito são causados por falha humana, segundo ONSV;
  • Em 2019, foram mais de 40 mil vítimas fatais e mais de 235 mil motoristas invalidados, como aponta o Relatório de 2019 do DPVAT;
  • Dos acidentes com morte, 11,27% ocorreram com motoristas de caminhão e 3,06% com motoristas de ônibus, micro ônibus ou vans, segundo o DPVAT.

Para mais informações sobre segurança para os motoristas, baixe aqui um kit com pílulas do conhecimento com cartões para reforçar a mensagem por segurança.

Dica #03: Gere contrapartidas

Nessa dica entrará um pouco mais o trabalho da gestão de pessoas.

Quando inserimos tecnologias para monitorar comportamentos de risco, estão envolvidas mudanças culturais e adaptações à nova realidade. Para amenizar os efeitos negativos gerados pela mudança, existem algumas contrapartidas que podem ser tomadas, como:

  • Criação de programas de incentivo aos bons motoristas;
  • Implementação da cultura de feedback;
  • Treinamentos sobre práticas de direção segura – e como a telemetria medirá a aplicação dessas práticas;
  • Entre outros.

Desmistificar tecnologias para os motoristas e demais colaboradores da operação é um processo complexo e necessita da atuação de diferentes áreas da empresa. Por isso, é importante que as áreas estejam alinhadas desde a decisão pela implantação e insira no plano ações de engajamento interno.


Soluções Relacionadas

telemetria veltec - condução econômica
Condução econômica

Análise de perdas na operação por condução inadequada dos motoristas através de dados de telemetria.

Ver mais
Accident Prevention
Prevenção de acidentes de trânsito

Indicadores e perfil de condução dos motoristas com maior risco de acidentes de trânsito.

Ver mais