Condução Econômica: Hábitos do motorista que interferem na economia do veículo

Postado em: Condução Econômica Logística Sustentabilidade

Confira alguns hábitos dos motoristas que acabam tornando o carro menos econômico com o passar do tempo.

Grande parte dos brasileiros levam em consideração o fator de economia na hora de comprar um carro. Aqueles que conseguem fazer mais de 10 Km por litro de combustível acabam sendo mais procurados na hora da compra. E nos primeiros meses geralmente a maioria dos carros conseguem manter a economia prometida.Condução Econômica

Mas com o tempo a quantidade de combustível que está sendo utilizado para cada quilometro rodado vai aumentando gradativamente, até que os motoristas acabem reclamando que o seu carro “não é mais como antigamente”.

Mas especialistas apontam que boa parte da culpa não é apenas o desgaste natural do carro. Os hábitos do motorista na forma de conduzir e também em como acaba cuidando do seu automóvel interfere diretamente no fator economia.

Confira alguns dos principais hábitos dos motoristas que podem interferir na economia do veículo:

Falta de cuidados com as velas

Condução Econômica

Um dos grandes motivos que fazem com que o carro passe a beber mais gasolina do que o normal é a falta de cuidados que os motoristas acabam tendo com as velas. As pelas são as responsáveis pelo início da combustão da mistura entre ar e combustível que precisa acontecer dentro do motor para que o carro funcione.

Quando a peça fica muito velha e usada, a faísca perde a sua potência. Consequentemente parte da gasolina acaba se perdendo, indo embora pelo escapamento do veículo. Alguns outros problemas acabam causando o desgaste mais rápido das velas, como a utilização de combustível de má qualidade.

Carro desalinhado
Quando o carro anda com suas rodas desalinhadas o esforço necessário para que ele se movimente é maior, e consequentemente será necessário uma maior quantidade de combustível para que ele ande. Além disso, este problema acaba causando outros desgastes naturais no carro, como do pneu.

Para evitar este problema, é necessário estar sempre com a geometria e o balanceamento em dia, principalmente depois que os motoristas passam por trechos mais acidentados.

Troca de filtros
Condução Econômica

A troca de filtros é outro motivo que faz com que o carro acaba consumindo mais combustível do que deveria. Isso porque quando os filtros ficam muito sujos, isso acaba impedindo que a passagem do ar seja feita corretamente. Isso acaba causando que parte do combustível não seja queimado.

Especialistas alertam que a troca dos filtros deve ser feita a cada 10 mil Km, para quem anda com o veículo todos os dias grandes percursos é recomendado verificar os filtros a cada 5 mil Km.

Peso no porta-malas
Pessoas desorganizadas tendem a transformar qualquer espaço livre em um depósito bagunçado, e porque seria diferente com o porta-malas. É muito comum encontrarmos motoristas que transformam o seu espaço traseiro um verdadeiro armário sobre rodas.

Aqui a conta é bem simples, quanto mais peso mais combustível será necessário para colocar o carro em movimento. Portanto, o ideal é sempre deixar o porta-malas vazio quando ele não for realmente necessário.

FONTE: http://goo.gl/sE9e3o