Como funciona a Telemetria – Tudo o que você precisa saber!

Postado em: Telemetria

Como funciona a solução, seus benefícios e como escolher o melhor fornecedor para sua operação

As tecnologias evoluem todos os dias e o nosso conhecimento sobre elas precisa acompanhar esse movimento. Pensando nisso, temos um artigo todo atualizado sobre o que é e como funciona a telemetria.

A ideia é que você esclareça todas suas dúvidas sobre esse tipo de sistema. Saiba como a telemetria funciona, quais são seus benefícios e o que ela pode proporcionar para o controle, economia e segurança da frota. 

Entenda as funcionalidades da solução e como ela pode ser integrada a outras tecnologias para aumentar os resultados e as possibilidades de análise da frota. Gerando dados mais precisos e confiáveis para alcançar mudanças efetivas, visando a melhoria da produtividade e segurança no trabalho dos motoristas.

E por fim, tenha todas as informações necessárias para escolher a ferramenta de telemetria veicular ideal para sua empresa, que atenda a todos os requisitos necessários de sua operação.

O que é telemetria?

Tele” – quer dizer: de forma remota; 

Metria” – significa: medição;

Telemetria é basicamente a medição de dados para uma central de monitoramento que a empresa monta para acompanhar e saber como está a operação dos veículos, a condução dos motoristas, o consumo de combustível, as rotas realizadas, o ranking dos melhores e piores condutores e controlar indicadores importantes como: excessos de velocidade, freadas e acelerações bruscas, rpm excessivo e motor ocioso. O que traz grandes resultados na economia e segurança da frota.

As tecnologias evoluem com o tempo, ajudando a resolver problemas de maneiras cada vez mais ágeis e assertivas. Você pode usar papel e caneta para escrever, mas se quiser ganhar agilidade, pode contar com um computador ou o próprio celular. 

Da mesma forma, você pode fazer a gestão de sua frota alimentando planilhas manualmente, ou utilizar sistemas que podem dar dinamismo e otimizar essa tarefa – como os softwares de telemetria

Mas lembre-se sempre, a tecnologia sozinha não é tão efetiva, é preciso fazer uso do potencial máximo das ferramentas e atuar sobre as informações geradas pela telemetria. Sua gestão sobre os indicadores gerados faz toda a diferença no controle e evolução da operação.

Coleta de dados analógica e digital

Os dados de telemetria podem ser coletados de duas formas – de maneira analógica e de maneira digital. Entenda abaixo cada uma delas:

Coleta analógica de dados

O acompanhamento é feito sensor a sensor. Por exemplo: para ler o RPM do veículo, é necessário instalar um fio no sensor responsável pelo RPM. Dessa forma, é possível fazer os cálculos do valor do contagiro, baseando-se nos pulsos que esse sensor envia e uma calibração feita veículo por veículo. Para medir o odômetro, o mesmo processo deve ser feito, assim como para outras medições importantes, seguindo sensor por sensor. 

  • Vantagem: funciona em qualquer tipo de veículo – até mesmo os modelos mais antigos;
  • Desvantagem: exige uma instalação e manutenção mais complexa, já que é preciso fazer a ligação em vários sensores. E a cada 3 meses é indicado fazer novas calibrações dos pulsos enviados pelos sensores, porque a precisão dos valores vai se perdendo com o tempo.

Coleta digital de dados

Esta outra forma de fazer leitura de telemetria ocorre por meio da central eletrônica do veículo. De 2009 em diante, começaram a ser estabelecidos alguns padrões no mercado, o que facilita a leitura digital. Por exemplo, nos veículos pesados temos o padrão da rede CAN (Controller Area Network), é por essa rede CAN que trafega toda informação dos sensores do veículo.

  • É como se todos os componentes do veículo estivessem se comunicando para saber como cada uma das partes está funcionando.
  • Diferente do modelo analógico, em que é necessário fazer a ligação em diversos sensores, no modelo digital é preciso apenas conectar um par de fios nessa rede para saber todas as informações sobre o veículo

A grande vantagem da telemetria digital é o fornecimento de informações muito mais seguras e precisas. Por meio desse modelo, é possível coletar dados do odômetro, RPM, consumo de combustível, velocidade e muitos mais. A telemetria digital também é muito mais eficiente para identificar falhas em tempo real, alertando a central.

Rastreamento X Telemetria

Telemetria não é sinônimo de rastreamento.

Na verdade, o rastreamento também é utilizado na telemetria. Afinal, ele nada mais é que um tipo de medição do veículo feita de forma remota.

A coleta das informações de cada um é realizada por canais diferentes. O rastreamento utiliza o GPS para coletar os dados de localização do veículo, por exemplo, no GPS do seu celular. As outras informações da telemetria são obtidas pela rede CAN.

Todas as informações de telemetria e rastreamento são consolidadas dentro de um equipamento embarcado no veículo (computador de bordo), que transmite esses dados para a central de monitoramento que, geralmente, fica na própria empresa.

De que maneira a solução contribui para a gestão de frotas

Conheça alguns benefícios importantes que a telemetria gera para sua gestão de frotas:

Ranking de motoristas

Uma das formas que a solução contribui para melhorar o desempenho de sua frota, é por meio do desenvolvimento do “Ranking de Motoristas”. Com a telemetria, você consegue saber quem são seus melhores e piores motoristas, acompanhando a maneira como eles estão conduzindo os veículos. Assim tendo claro aqueles que podem passar por um programa de bonificação ou treinamento.

O ranking de motoristas é uma forma de reconhecimento do trabalho dos bons motoristas e os motiva a permanecer na empresa, além de criar um clima saudável de competição entre a equipe, incentivando boas práticas na direção. Você ainda pode criar um programa de capacitação e orientação para aqueles motoristas que estão mal no ranking, mostrando onde estão errando e como eles podem corrigir isso – gerando mais segurança e economia em suas viagens. 

Controle real do consumo de combustível

Para controlar o consumo do combustível, geralmente as empresas fazem uma média comparando o volume abastecido e os quilômetros rodados. O que acontece nesse caso: se você só controla o consumo do combustível pelo abastecimento, você sabe que está dando determinado valor acima ou abaixo da média, mas não sabe o porquê disso.

Sem a telemetria, não é possível obter as respostas. Não se tem o diagnóstico – é apresentado apenas o defeito, mas não as suas causas.

Com a telemetria é possível identificar tudo o que acontece no veículo, inclusive se há algo que está fazendo ele consumir mais ou menos combustível. Além disso, o gestor consegue identificar quanto cada motorista gastou, em quais viagens, em quais horários e quais rotas

Tudo isso de uma forma muito detalhada. A partir dessas informações, é possível identificar falhas na operação ou mesmo no veículo e criar planos de ação em cima disso. Ou seja, o controle do comportamento do motorista gera ações efetivas na frota. 

Autonomia na gestão de dados

Na telemetria, a coleta de informações acontece de forma automatizada na rede CAN. Com base nos dados de telemetria mais avançados, é possível trabalhar uma gestão fundamentada em indicadores de desempenho. É importante você conseguir enxergar na sua operação:

  • Quais são seus melhores e piores motoristas;
  • Quanto a empresa está economizando;
  • Quanto poderia economizar;
  • Onde os motoristas estão tendo o melhor e o pior desempenho.

Redução de acidentes

Com a telemetria você acompanha a velocidade exatamente igual a do painel do veículo, sendo possível assim, alertar os motoristas em casos de excessos de velocidade. O limite da velocidade pode ser configurado de acordo com as características da via e o veículo será monitorado de acordo com os parâmetros estipulados.

O gestor de frotas pode somar essas informações ao perfil do motorista para a elaboração dos rankings, dando pesos de importância para cada um dos fatores. Formando as prioridades que o sistema levará em conta na hora de avaliar o comportamento dos motoristas. 

Os acidentes de trânsito, além de serem um perigo contra a vida das pessoas envolvidas, ainda geram diversos tipos de prejuízos – tanto financeiros, quanto em relação à imagem da empresa. Por isso, preveni-los é muito importante. 

A combinação da telemetria com outras tecnologias embarcadas

A telemetria em si, já é uma solução muito eficiente para tornar uma gestão de frotas mais econômica e segura. Mas quando combinada com outra soluções, torna-se uma ferramenta poderosa para conseguir resultados ainda melhores. 

Videomonitoramento embarcado

O videomonitoramento embarcado é uma solução amplamente utilizada por empresas que entendem a importância do recurso visual para monitorar o comportamento do motorista, auxiliar na auditoria em casos de acidentes, identificar evasão de receita e aumentar a segurança de cargas e passageiros durante o transporte. 

Ao confrontar as imagens captadas pelo videomonitoramento com os dados obtidos por meio da telemetria, as informações tornam-se ainda mais confiáveis e consistentes.

Sensor de fadiga

A condução distraída e em fadiga são exemplos de grandes causas de acidentes que poderiam ser evitados e que estão entre os mais difíceis de se detectar. O sensor de fadiga atua analisando o comportamento do motorista, combinando informações sobre os movimentos do veículo, a estrada à frente e o nível de atenção do condutor.

Ele identifica os comportamentos de risco e o alerta em tempo real. Os alertas na cabine auxiliam os condutores a manterem o foco na estrada, reduzindo riscos e os conscientizando sobre a importância de uma condução segura.

Existem várias opções de sensores de fadiga, dos mais simples que detectam apenas os motoristas em fadiga e sonolência, aos mais completos que atuam diretamente em 6 comportamentos de risco que estão entre as maiores causas de acidentes de trânsito:

● Fadiga
● Distração
● Uso de celular
● Distância perigosa em relação a outros veículos
● Fumar enquanto dirige
● Mudança de pista sem acionar o alerta

Encontrar um sistema de telemetria que seja integrado com o videomonitoramento pode ser uma grande vantagem para sua gestão de frotas. Ter o videomonitoramento e a telemetria em um único sistema otimiza o processo, e gera muito mais inteligência de informações que realmente embasem tomadas de decisão. 

Cuidados ao escolher um sistema de telemetria

Na hora de escolher um sistema de telemetria, é preciso ficar atento a algumas questões importantes, que podem ser cruciais para o sucesso de suas operações. Confira a seguir quais são os cuidados necessários na escolha do sistema ideal de telemetria:

  1. Equipamentos seguros e de qualidade: cuidado com equipamentos frágeis e que dão muita manutenção. Se você sempre tiver que parar os veículos para trocas e reparos nesses equipamentos, sua operação pode ser muito impactada.
  2. Dados de qualidade: escolha um sistema que consiga trazer inteligência e que realmente geram ações assertivas com análise dos indicadores.
  3. Integração facilitada: ter em apenas um sistema as informações de telemetria, videomonitoramento e sensor de fadiga, por exemplo, pode otimizar muito seu trabalho. Pois facilitando a visão dos indicadores de economia, gestão e segurança. 

Se quiser um material completo sobre o que um fornecedor de telemetria deve oferecer, baixe nosso checklist com as principais características e funcionalidades que devem estar presentes para um fornecedor ideal:

Converse com a Veltec e saiba mais sobre a telemetria

Pudemos perceber que a telemetria é realmente uma grande aliada da gestão de frotas.

Por que alimentar manualmente as informações de sua operação, se você pode contar com a telemetria? Ela mede e consolida todos os dados sobre suas operações de forma ágil e, mais importante, de maneira assertiva e segura.

Sua gestão de frotas com o auxílio da telemetria pode gerar muitos resultados! Converse com um especialista da Veltec e saiba mais sobre como a telemetria pode ser um diferencial para sua gestão de frotas.

Quer se aprofundar ainda mais sobre a solução de telemetria? Então baixe nosso eBook completo, você terá as informações desse artigo e muito mais!