A liberdade pode ser o segredo para a inovação dentro das empresas

Postado em: Inovação e Tecnologia Marketing

Se você quer jogar bola, pegue a bola.

Essa é a descrição do trabalho para todos que trabalham no Grimpple, uma empresa global de engenharia.

A empresa não tem departamento de RH e espera-se que os funcionários tirem apenas as férias que precisam e que a empresa pode suportar.

Em outras palavras, esta é uma empresa que oferece aos seus funcionários (o CEO não os chama de empregados) com uma grande dose de liberdade.

Outra característica impressionante: 25% de todas as vendas de hoje veem de produtos que não existiam há 25 anos atrás. Os prêmios da empresa atinge altos níveis de inovação.

Liberdade para o sucesso

A combinação da liberdade e inovação não é acidental. Segundo a consultora Caterina Bulgarella, a liberdade impulsiona a inovação – e as empresas que dão à sua força de trabalho elevados graus de liberdade são necessariamente aquelas que inovam.

Em seu estudo feito com certa de mil empresas, Bulgarella estudou o que ele chama de alta liberdade e as empresas de baixa liberdade.

Empresas com grande liberdade são, no mínimo, 10 vezes mais propensas a alcançar um alto desempenho financeiro e 20 vezes mais propensas a inovar e serem bem sucedidas a longo prazo.

O problema na pesquisa é que esses negócios também são minoria, representando apenas 20% das pessoas estudadas.

Por outro lado, 50% eram empresas com baixa liberdade, onde as hierarquias são íngremes, as regras proliferam e as pessoas, relacionamentos e ideias permanecem isolados.

E o que dizer das companhias com baixa liberdade: como elas reagem às descobertas? Elas reconhecem que há algum crescimento que eles estão perdendo.

Mas eles estão tão envolvidos em sua forma de trabalhar que é difícil para eles prever uma mudança drástica. Eles apreciam a liberdade, mas acreditam que ela pode significar o caos.

O trabalho de Bulgarella formaliza muito do mesmo pensamento como estratégia de RH da Reed Hastings para a Netflix: liberdade e responsabilidade são faces da mesma moeda.

A maior ameaça para um negócio é que, à medida que ele cresce, torna-se atolado em regras e regulamentos que, com o objetivo de evitar o caos, impedem a criatividade e a responsabilidade também.

A solução é diminuir as expectativas, e aumentar a liberdade.

___

Este artigo foi adaptado do original, “With Great Freedom Comes Great Profitability”, da Inc.