5 dicas para economizar combustível

Postado em: Condução Econômica Dicas

Economizar combustível sempre está entre as principais metas do gestor de frotas, esses custos sempre são motivos de atenção. Em geral, eles costumam representar uma grande fatia das despesas gerais da operação.

Esses gastos com combustível estão diretamente ligados à possibilidade de se obter maior ou menor lucro no faturamento. Consequentemente, quanto mais se economizar no consumo de combustível, maior a margem de lucro que o gestor obterá para a empresa.

Para essa economia ser bem-sucedida, é necessário uma gestão eficiente para garantir o aproveitamento dos recursos de forma equilibrada. Nesse cenário, o gestor de frotas deve estar apto para implementar novos processos e tecnologias que têm potencial de reduzir os gastos e assegurar o mesmo nível de produtividade.

Independente do tamanho da frota, é possível adotar medidas que contribuem para a economia no consumo de combustível e na consequente redução de custos da operação.

Qual é a importância de economizar combustível?

Reduzir os custos da operação e aumentar a eficiência são pontos essenciais para tornar as empresas mais competitivas no mercado. Assim, as iniciativas que visam otimizar e trazer economia ao transporte devem ser muito bem trabalhadas.

Com a economia financeira, há condições de aumentar a lucratividade e proporcionar o seu crescimento. Além disso, economizar combustível é um benefício para a redução do nível de emissão de gases poluentes, o que favorece o meio ambiente.

Além da economia do combustível, o planejamento nesse sentido contribui para a melhor conservação dos veículos e traz outros benefícios financeiros. A gestão de qualidade mantém a frota em boas condições e evita contratempos, antecipando as necessidades e solucionando os problemas.

Quer saber algumas dicas de como economizar combustível com sua frota? Confira abaixo:

1. Cuidado com as acelerações e freadas bruscas

Acelerar e frear bruscamente são um dos piores inimigos da economia de combustível, além de ser um perigo para os motoristas. É preciso evitar os picos de velocidade e sim, acelerar os veículos gradativamente, dessa forma o motor responderá com eficiência e sem consumir combustível exageradamente.

Você deve se atentar aos desvios de comportamento dos motoristas relacionados aos excessos de velocidade, pois impactam na economia e segurança da operação. 

Em relação à economia, mudanças bruscas de velocidade com freadas ou acelerações bruscas em excesso, trazem graves desgastes ao motor e aumentam o consumo. Você sabia que:

  • Acima de 90 km/h o consumo de combustível aumenta de modo significativo, a 110 km/h, o carro consome 25% mais combustível do que a 90 km/h.

Usar o controle de velocidade em trechos mais longos de estrada ajuda o carro a manter velocidade constante e economizar no consumo de combustível.

Sobre a segurança, podemos afirmar que quanto maior a velocidade, maior a quantidade de energia mecânica (cinética) que será absorvida pelo impacto em uma colisão e maior a probabilidade de lesões graves e fatalidades. Na maior parte dos acidentes graves e fatais, as lesões se devem a forças e acelerações superiores às que o corpo pode tolerar.

  • Por exemplo, em uma colisão é praticamente impossível para qualquer ocupante de um veículo, segurar firmemente uma criança. Num impacto a 50 km/h, o peso de uma criança multiplica-se por 20 em segundos, ou seja, um bebê de apenas 5Kg parecerá pesar 100Kg rapidamente.

Uma velocidade segura para trafegar está associada à capacidade de frear, caso algo inesperado esteja no caminho do motorista. A frenagem depende:

  • Do tempo de percepção do condutor: intervalo entre avistar o obstáculo e tomar a decisão de frear
  • Aliado ao tempo de reação: diferença entre o instante em que o motorista decide frear e o instante em que ele realmente aciona o sistema de freios.

Oriente seus condutores e além de conscientizar toda equipe, é importante que o gestor de frotas fique atento aos dados e acompanhe se as orientações estão sendo seguidas e se o resultado está dentro do desejado.Uma boa alternativa é controlar a velocidade dos veículos com a telemetria e integrar as imagens de videomonitoramento.

Dirigir dentro dos limites adequados é uma boa maneira de economizar combustível e garantir a segurança nas estradas, além de impactar positivamente na manutenção, com um menor desgaste da frota e o aumento da segurança dos motoristas.

2. Fique atento ao uso dos pneus

Com relação ao uso dos pneus, além da atenção com a calibragem, é preciso manter as rodas alinhadas para evitar o aumento do consumo de combustível. Pneus murchos ou com a calibragem errada influenciam diretamente no consumo.

É indicado que a calibragem dos pneus seja feita no máximo a cada 15 dias, mas acaba variando de acordo com a necessidade de cada tipo de frota. Os pneus com uma pressão abaixo do limite adequado podem elevar o gasto com combustíveis em até 4%. 

O cuidado com os pneus, além de ajudar a economizar combustível, contribui para o aumento da vida útil deles, adiando os gastos com a reposição. Ao incentivar esse hábito, a operação economizará duplamente.

A pressão correta dos pneus pode influenciar em até 20% no gasto de combustível. Então manter a calibragem, alinhamento e balanceamento dos pneus corretamente pode fazer grande diferença.

3. Troca de marcha no tempo correto

Para obter o melhor rendimento com a economia, o ideal é trocar as marchas dentro da faixa de torque máximo. Os motoristas devem realizar a troca quando perceberem que o motor “ganhou força”.

Vamos a dois exemplos:

  • Um carro a 40 km/h não pode estar na quinta marcha;
  • O motorista não deve chegar a 100 km/h na segunda marcha. 

Todos os veículos trazem em seu manual, a velocidade certa para a mudança, que deve levar em conta o seu torque. Nos dois casos acima, eles estarão gastando mais do que o necessário.

É muito importante que a troca de marcha aconteça no tempo correto. Essa ação feita adequadamente faz muita diferença no consumo de combustível.

4. Cuidado com a adulteração de combustível

É de conhecimento de todos que entre os postos de combustível há uma diferença considerável nos preços. E você precisa encontrar aquele com o melhor custo benefício. 

Para encontrar os melhores fornecedores, indicamos se basearem em pesquisas de mercado e encontrar as melhores opções. É sempre bom lembrar que o preço não deve ser o único critério de escolha. Pensem também na qualidade e a origem do diesel que será utilizado na frota.

Pedimos atenção a um ponto: a economia de centavos ao abastecer com uma gasolina muito barata, pode virar um grande prejuízo de centenas de reais – pois a adulteração, além de prejudicar o motor, aumenta o consumo de combustível.

Uma dica é você procurar fechar parcerias com os fornecedores, algumas redes costumam fazer parcerias com os clientes mais fiéis, o que pode trazer benefícios para a operação. Essa é uma ótima forma de economizar combustível e fornecer uma fonte segura de abastecimento para os seus motoristas.

5. Motor na temperatura certa

Vamos a uma dica rápida sobre a temperatura do motor! 

Você sabia que o motor consome menos quando está aquecido na medida certa? Quanto mais tempo for possível trabalhar dentro desta faixa, melhor. 

Aqui, o planejamento correto do uso do veículo auxilia muito. Por exemplo: é melhor traçar uma rota para ir a vários lugares de uma vez, do que recorrer a várias saídas rápidas ao longo do dia.

Dica Extra!

Atenção com o comportamento dos motoristas

Com todos os pontos que falamos acima, deu para perceber o quanto o comportamento do motorista influencia na economia e segurança de sua frota, certo?

Uma gestão de frotas focada no comportamento dos motoristas, resulta em condutores mais conscientes, seguros e econômicos. 

Quando falamos em economizar combustível, uma condução inadequada dos veículos pode ser a grande vilã. Treine e oriente seus motoristas quanto às atitudes que evitam o gasto desnecessário de combustível.

O treinamento dos motoristas contribui para obter melhores rendimentos no abastecimento da frota. Com auxílio da tecnologia monitore o comportamento de seus condutores, e com os indicadores, saiba quais são aqueles que devem passar por treinamentos e melhorar o desempenho – e até aqueles que poderiam ser bonificados pelos bons resultados.  

Com os treinamentos, os motoristas têm informações teóricas e práticas para tomar as decisões mais adequadas enquanto estão na direção. Aliados aos sistemas de monitoramento, como telemetria e videomonitoramento, os programas de capacitação têm um papel significativo na melhoria do desempenho e no aumento da produtividade.

Esperamos que goste de nossas 5 dicas para economizar combustível! Gostaria de receber mais dicas? Confira nosso infográfico com todas as informações sobre RPM e conta giro.

 

Download do material